29 maio 2013

9

Crônico: escrever, Vila do RPG e devires

 
 Não é fácil escrever um crônico. Não é fácil escrever. Não é fácil. Não é, não.
     Algumas pessoas pensam que criar uma postagem é apenas colocar o seu modo de ver ou de pensar numa página de um blog aleatório que é criado por elas para satisfazer algum tipo de desejo, seja ele por atenção, por fama ou por qualquer outro motivo explicado pela psicologia comportamental. Eu escrevo porque gosto e tenho uma ligeira noção da responsabilidade que é isso aqui. Vejo em muitos lugares uma falta de comprometimento, e respeito, com os leitores. Pessoas não se importam com o modo que escrevem, traduzindo pensamentos aleatórios em palavras. Você pode até dizer: "Mas o crônico é uma seção de pensamentos aleatórios!"
     E não está errado.


     Eu sou, para quem não sabe, estudante de Letras e professor de inglês. Lecionei português por quatro anos e vi coisas bastante interessantes. Mas meu maior espanto em relação a isso eu vi na internet. Ela abriu espaço para quem quiser se expressar. Não há preconceitos ou barreiras. Concordo plenamente com a liberdade, mas a liberdade de se expressar vem com um preço (aos que não sabem). Quando escrevo um blog resenhando livros, mesmo que da maneira mais inocente possível, como o próprio Lisossomos (que mesmo em sua primeira formação tinha como instrumento uma leitura leve), você tem que pensar que não será levado a sério se não souber se expressar...


     Quando eu escrevo algo como "é um livro muito bom mais tem suas falhas", eu estou perdendo minha credibilidade com o leitor. Talvez nem todos percebam que tenho problemas com meu idioma, mas alguns perceberão. E esses alguns conhecem alguns. Uma professora minha vive dizendo que se cometermos um erro em sala, nós estaremos afetando muitas pessoas, tantas que nem podemos imaginar.

     Deixarei esse assunto para quem quiser comentar. Não vou me deter nisso, não. Queria avisar que conversei com Dmitri Gadelha, um dos organizadores do Vila do RPG, um blog que virou site e já tem mais de 2000 curtir no Facebook, e estou escrevendo um artigo para me tornar um dos novos colaboradores do site! Eu sou RPGista há uma década e narro desde que aprendi a jogar. Espero que aqueles que conhecem o RPG me apoiem nessa empreitada e curtam a página do Vila. (Talvez eu até abra uma seção aqui no blog pra falar sobre isso quando eu tiver internet)
     Por fim, gostaria de adiantar que eu e Déborah estaremos com notícias novas sobre séries (eu a presenteei com um box irado de uma série que já foi resenhada aqui e acho que merecerá uma segunda edição) e estamos com planos maléficos para fazer parcerias interessantíssimas! Continuem conosco e se preparem porque eu estou com os rabiscos da minha humilde opinião sobre o livro Fios de Prata e o seriado do History Channel, Vikings! Muito está para mudar, podem apostar!
     Abraços!

"Você pode fazer o que quiser, desde que possa sonhar com isso."

9 comentários:

  1. Uau , finalmente alguém me prendeu em um texto tão grande , mas depois de tanto moralismo , você poderia me explicar qual é o objetivo ?
    Esse é o artigo que será enviado?
    Porque se for , pode crer que você tem muita chance
    Parabéns!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O crônico é uma seção brainstorm, Ana. Um local para descarregar o caos do dia-a-dia. Escreve-se o que se está sentindo e deixa aberto para debate. Pode parecer um corte abrupto, o que eu fiz ali em cima, mas essa é a intenção: o leitor tem que se peruntar por quê. E comentar. Concorda, discorda ou não entende. Esse é o crônico.

      Excluir
  2. Eu já ia perguntar a mesma coisa que a Ana, ainda bem que li os comentários haha. Gostei da ideia do crônico e esse "e se preparem porque eu estou com os rabiscos da minha humilde opinião sobre o livro Fios de Prata" me deixou curiosa. Tive uma experiência horrível com esse livro :x

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei aqui pensando e pensando e ainda não entendi a ideia de cronico (nunca tinha visto no masculino). Depois fiquei pensando em qual o erro ao dizer que o livro é bom mas tem falhas? Ao menos eu penso nisso como dizer que é bom mesmo com os defeitos e não entendi o motivo de isso ser errado.
    Das duas uma, ou eu estou muito tapada nesse momento (o que pode acontecer devido à insônia e ao horário) ou eu estou com minhas ideias erradas sem nem saber...
    Mas concordo com você de que é sim, muito difícil escrever...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  4. Oiii Lipe, tudo bem?
    Fiquei encantada com essa sua novidade, ainda não conhecia, mas desejo que seja um sucesso, em alguns momentos fiquei a boiar no assunto, mas felicidade e animação é tudo, que tu sempre realize seus sonhos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Lipe, acho que o escrever e o falar estão bem ligados. Uma pessoa que fala errados, vai escrever errado e virse versa. Pego no pé dos meus filhos por conta da escrita. É importante saber nos expressarmos. Em relação ao Vila RPG, eu não conheço. Será que poderia rolar uma postagem explicando melhor isso?
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Lipe!
    Entendi o que vc disse. Eu quando criei meu blog não tinha noção nenhuma da responsabilidade de escrever. Estou aprendendo aos poucos.
    Quanto a RPG já te disse que sou leiga, depois que comentei seu outro post peguei uma aula com a filha mais velha rs
    Que bom que vai ser colunista em blog bacana falando do que tu pelo jeito mais gosta e entende.
    Com certeza irei te prestigiar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. OOi Lipe!
    Confesso que não consegui entender algumas coisas, mas achei interessante o que consegui.
    Enfim, o que mais me ajudou com a escrita foi o blog e os livros. Não que eu seja expert, nada nisso, mas, se comparar com antes...
    Vejo coisas que escrevi há um tempo e percebo o quanto melhorei. Sensação muito boa!

    ResponderExcluir
  8. Oi, não entendi o que é o crônico ainda. :/. Mas sobre escrever: escrever bem é técnica. Ninguém nasce escrevendo, a gente aprimora. Eu sou estudante de letras e, apesar disso, odeio escrever, prefiro ler, resenhar e tal. O que me incentivou nesse mundo foi o blogger. Espero que consiga essa vaga que você tá a fim de ganhar e espero ler essas "novidades maléficas". Hahaha. Chega a ser contraditório o termo "novidades maléficas".

    Http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.