23 setembro 2013

7

Não tenho cabo, mas tenho net: Sleepy Hollow


Gênero: Mistério, Fantasia, Aventura, Drama, Thriller, Horror
Criadores: Alex Kurtzman, Roberto Orci, Phillip Iscove e Len Wiseman
País de Origem: Estados Unidos
Emissora de Televisão Original: Fox
Estreia: 16 de Setembro de 2013
Temporadas: 1 (em andamento)
Sinopse: "Ichabod Crane é um soldado em combate na Guerra da Independência dos Estados Unidos, no século 19, que decapita um cavaleiro e também morre em seguida. A mulher de Crane, Katrina, era uma bruxa e lança um feitiço sobre o marido, fazendo com que ele acorde 250 anos depois, nos dias de hoje. O cavaleiro sem cabeça retorna do passado junto com ele, sedento por vingança, e Crane contará com a ajuda da detetive Abbie Mills para tentar detê-lo. Abbie é a única pessoa que dá algum crédito a Ichabod, já que todos o vêem como um louco que acredita ser do passado. A confiança prestada colocará a moça em maus lenções na polícia, já que ela precisará desobedecer algumas ordens para ajudar seu novo “parceiro”."

Estive esperando essa série durante todo o verão setentrional! Desque que assisti pela primeira vez o filme A lenda do cavaleiro sem cabeça (1999) quando um ainda jovem e desconhecido Johnny Depp interpretava o singular Ichabod Crane. Naquela época o filme fez um sucesso assustador ao redor do mundo e ajudou a lançar Johnny na mídia. O diretor, Tim Burton, fez um trabalho excelente com o conto de Washington Irving, tornando-o bastante popular. A série estreou há quatro dias na Fox americana e foi surpreendente o desfexo do episódio.e a nova roupagem que foi dada muito me agradou.

O episódio começa com uma cena interessante que retrata a batalha no rio Hudson há 250 anos. Mostra Ichabod lutando como um soldado do lado dos Estados Unidos. Durante a batalha ele decapta um soldado Inglês resistente a tiros, mas é bastante ferido. De repente ele acorda numa gruta e está em 2013. A sequencia passa para a detetive Mills e o xerife Corbin. Eles recebem um chamado dizendo que os cavalos numa fazenda estão agitados e que coiotes devem ter assustado os animais. Lá nós somos apresentados ao cavaleiro, que começa sua contagem de cabeças.
Da esquerda pra direita: Katrina Crane, Ichabod Crane, Tenente Abbie Mills e Capitão Frank Irving
Ao mesmo tempo, do outro lado da cidade, Ichabos é preso. Ainda não sei por quê. Talvez as roupas de mendigo. Na prisão, Ichabod conhece a detetive Mills, que acredita que ele tenha mais informações sobre o cavaleiro sem cabeça. Depois de passar por um polígrafo e ser diagnosticado doido, Ichabod e Mills tem a oportunidade de se conhecer e colocar os preconceitos de lado (numa cena cômica para um drama). Ele a leva, a pedido, para a caverna onde acordou e lá encontram uma bíblia antiga que diz que o Cavaleiro sem cabeça é um dos quatro cavaleiros do apocalipse: Morte.

Interessante ver Ichabod tentando se acostumar com a tecnologia, mas isso não é o foco do seriado, o que alivia muitos espectadores, Muito bom ver que o foco do relacionamento, pelo menos no primeiro episódio, não se dá em diferenças temporais, mas no problema de Sleepy Hollow com seres sobrenaturais e bruxaria.

Nesse primeiro episódio, temos padres que usam magias com correntes, feiticeiras aprisionadas em sonhos, águias que aparecem para guiar pessoas, árvores brancas, o demônio (ou um demônio), escopetas (!) e muitas cabeças cortadas ou torcidas!

Sleepy Hollow foi a estreia mais assistida da Fox nos últimos sete anos. O primeiro episódio teve um total de 10,1 milhões de telespectadores e marcou 3.5 entre o público-alvo de 18 a 49 anos, saindo-se melhor do que as estréias de Alcatraz e Terra Nova, que ocuparam o mesmo horário e dia que Sleepy Hollow no canal em anos anteriores.

Vale a pena!


7 comentários:

  1. Se não me engano ele é preso por insanidade, por ficar afirmando que é de outra época ou algo do tipo. Realmente, um dos melhores fatores da série é ver o Ichabod se acostumando com o mundo moderno e, umas das coisas que eu mais gostava, era a relação dele com a Abbie. Mas infelizmente eu acabei abandonando a série. Todo seu roteiro procedural me desanimou completamente e, para finalizar, a terceira temporada me decepcionou bastante. Mas é uma boa série para quem não quer nada sério, um mero entretenimento. Muito boa tua resenha. Abraços, e até mais.

    ResponderExcluir
  2. desde que vi o lançamento dessa série fiquei a fim de assistir, mas nunca me sobra tempo, tendo tantas coisas pra assistir e ler TT_TT
    mas tentarei ver daqui pro final do ano... e espero gostar... amo o livro :D
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe, já ouvi falar bastante dessa série esses dias, mas infelizmente não costumo me prender a séries... novelas...tv... o pouco tempo que tenho disponível aproveito com leituras. Mas para ter esse record todo de telespectadores, deve ser o máximo. Parabéns pela resenha.
      Ps. Seguindo teu blog ;)

      Excluir
  3. É a primeira vez que vejo falar da série e já gostei, às vezes, ficou confusa em que mundo eu vivo, pois sou a última a saber das coisas. Vou colocar em minha lista de coisas que preciso conhecer.

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu não cheguei a ver o filme, eu acho, e não sabia que tinha uma série, mas pelo seu post eu assistiria a série se pudesse, achei a ideia de acordar anos depois e combater o cavaleiro sem cabeça bem interessante.

    ResponderExcluir
  5. Oi Filipe, não conhecia a série, e achei bem interessante esta ideia de dormir e acordar depois de anos. Se tiver oportunidade vou dar uma olhada.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Oi Lipe, eu queri muito conferir essa série, adoro a temática, mas seu meio displicente para acompanhas os episódios, kkk

    Abraços

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.