12 outubro 2013

1

[Review] Hell on Wheels: Get behind the mule S03 E10


Tava bom, tava legal, tava intrigante, mas eu consegui ser surpreendido. 

A season finale  de Hell on Wheels, apesar de ter a presença do inexorável Sueco, eu não senti uma força igual à do final da segunda temporada. Não temos tiroteio (ficou no episódio anterior), não temos personagens mortos, não temos grandes surpresas, mas temos um embate psicológico bem interessante (pelo menos).

O episódio começa com Bohannon sendo apresentado ao bispo Joseph Dutson, que nada mais nada menos é o Sueco (Thor Gunderson) disfarçado. O julgamento de Bohannon pelos mórmons tem direito a tentativa de assassinato e a descoberta de gravidez. Fiquei foi com raiva do pai da moça, que não para de jogar na cara de Cullen que o alimentou e ele o traiu. Tá bom. Nós já entendemos!



O episódio, na verdade, gira em torno da ideia de Bohannon ter mudado. O Sueco, agora Bispo, usa essa mudança para justificar as próprias ações. Uma batalha mental digna de Batman & Coringa se dá entre os dois. Algo que realmente vale a pena assistir no episódio. Perguntas como: no que eles se transformaram? Será que o passado está enterrado? Tem mais, muito mais, mas prefiro que vejam com seus próprios olhos!

Na cidade, Elam quer, de uma maneira ou de outra, ir atrás de Bohannon. Eva tenta impedir o homem, mas nada tira a ideia da cabeça dele. Elam enfrenta índios e animais selvagens para resgatar Bohannon. Lindo, mas desnecessário.


Durant volta a comandar a Union Pacific por causa da ausência de Bohannon e tudo parece voltar à primeira temporada lá por Hell on Wheels. A cena final, que dura mais que o necessário, nos deixa em dúvida de pra onde a série se encaminhará. A vantagem de Hell on Wheels é que tudo é realmente surpreendente e você acaba sem saber o que esperar. Este episódio mostra bem isso.

Sem mais. Assistam e deem o parecer. Abraço!




1 comentários:

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.