14 novembro 2013

1

[Review] Supernatural: Slumber Party S09 E04 e Dean Dog Afternoon S09 E05


Supernatural mudou completamente o ritmo do último episódio pra este. Saindo de um drama pesadíssimo em que Castiel era o centro do episódio, embarcamos num filler mágico! Somos transportados num flashback pra 1935, onde o Bunker dos Homens das Letras estava ainda por ser usado e somos apresentados a Dorothy. Sim, aquela mesma Dorothy de O mágico de Oz. Aqui ela é uma caçadora jogo duro que volta de Oz (sim, tudo aquilo foi real e escrito pelo pai da personagem, Frank L. Baum, que também era um Homem das Letras, mas ele deixou a história mais "infantil") trazendo "A bruxa malvada" como prisioneira! No passado, a bruxa tenta escapar, mas Dorothy se aprisiona em uma garrafa junto com a Bruxa por 75 anos!

De volta ao presente, Sam descobre um sistema de computador gigante no porão do bunker que funciona sem nenhuma fonte de energia aparente. Quando Dean tenta descobrir como ele funciona, ele acidentalmente derruba a garrafa e liberta Dorothy e a Bruxa. Sam e Dean chamam Charlie para tentar consertar o computador para que eles possam usá-lo para controlar os anjos caídos, mas quando os três descobrem Dorothy - agora livre da garrafa - Dorothy diz que a bruxa está vagando livre e está procurando uma chave para abrir uma porta para Oz . Charlie descobre que balas de papoula (pff) ajudarão atordoando a bruxa e ganhando mais tempo.


A caça pela chave se dá no Bunker e a Bruxa acaba recebendo a chave, e no processo tenta matar Dean. Mas Charlie salta no caminho do raio verde e morre. Dean chama desesperadamente Ezequiel para curá-la. Zeke concorda, mas avisa Dean que, quanto mais poder ele usar, mais ele vai ter que ficar no corpo de Sam. Charlie se recupera e Dean é forçado a mentir mais uma vez pra ela e para Sam. Mais tarde, quando Dorothy está conversando com Charlie, ela revela que Charlie realmente morreu.

Daí em diante é muito pra se falar, mas o episódio não teve o peso que deveria ter. Ainda mais porque a tensão construída com o fim do "I'm no Angel" foi ignorada e ficamos sem saber o que de fato aconteceu com Cas. Neste episódio tem uma referência legal a Guerra dos Tronos, ao menos!


Mas se você acha que não tem como desandar, os produtores de Supernatural te dão um tapa na cara e mudam completamente o ritmo do seriado. O quinto episódio desta nona temporada insistentemente ignora o plot principal e nos mostra mais um caso de Sam e Dean no melhor estilo K-9.

Algo de interessante no episódio me chamou atenção: nunca ouvi tanto os americanos falarem taxidermist em um seriado! Kevin mais uma vez não aparece (só é mencionado) e as referências a Game of Thrones estão mais uma vez presentes. A parte interessante é que nos mostra mais uma vez o estilo de investigação que fez de Supernatural uma série famosa (infelizmente sem o Bobby).


O interessante do episódio está no toque xamanista que foi imprimido no clima. Dean, com a ajuda de uma poção mágica, começa a falar com animais e descobre-se que o vilão consegue absorver as habilidades de  animais. Temos muito do estilo "Dr. Dolittle na sessão da tarde" onde os animais conversam com Dean e nós ficamos com cara de taxo. Talvez o vilão desse certo se o toque de comédia não ficasse tão evidente.

Fiquei decepcionado com o episódio, mesmo sendo um bem old school. A única parte que realmente chama a atenção e surpreende é quando o vilão comedor de corações quase mata Sam (que parece estar mais fácil de acertar que nas últimas 8 temporadas) e Ezekiel intervém. Outra coisa: Zeke parece mais útil que Castiel.


Já assisti o E06. Esperem pra ver se melhorou ou não!


1 comentários:

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.