20 novembro 2013

4

[Review] The Walking Dead: Indifference S04 E04 e Internment S04 E05



Há um tempo não falo de The Walking Dead aqui no blog. Voltando à quarta temporada, falarei um pouco dos últimos episódios que saíram. O episódio quatro, Indifference, deixa os problemas da prisão de lado e foca nos dois grupos que saíram para reunir suprimentos para ajudar os infectados pela estranha doença. Os dois grupos incluem: Daryl, Tyreese, Michonne, e Bob em um, enquanto o outro grupo é apenas Rick e Carol. O grupo de Daryl tenta encontrar um novo veículo depois de perder o antigo para uma horda de Walkers. Nesse meio tempo, Tyreese, ainda triste com a morte de Karen, tenta liberar sua raiva nas plantas e liberta alguns Walkers. Realmente não entendo por que ele quer tanto se matar!

Realmente podemos ver como o assassinato de Karen e David afetaram Tyresee, mas ele acaba se tornando uma ameaça aos outros. Outro que acaba nos deixando irritados e se torna uma ameaça é o Bob, que mais tarde discute com Daryl porque deixa de ajudar os outros para tentar saciar seus vícios levando uma garrafa de bebida no lugar de remédios. Quando walkers tentam pegar a bolsa, ele se recusa a soltar e quase morre. Quando Daryl vê que não tem remédios ali, os olhos se estreitam! Eu fiquei com medo nessa hora.

A história de Carol e Rick foi muito tensa. Carol não sabia como Rick iria reagir ao assassinato de Karen e David, que estavam extremamente doentes e representava um risco para o resto do grupo. Aprendemos que Carol mudou e adotou uma nova mentalidade que gira em torno de matar ou ser morto, o que temos visto ao longo desta temporada até agora. Eles encontram dois sobreviventes enquanto invadem uma casa e os ajudam. Carol e Rick pareciam estar em conflito sobre se deixar os sobreviventes irem com eles, mas decidem explorar a o local e depois se encontrarem. Ao sair para o abastecimento Rick e Carol têm uma discussão sobre matar alguém para o melhor do grupo com direito a Shane e tudo! Eles encontram um dos sobreviventes morto e voltam para esperar pelo outro. Rick finalmente discute a situação de Carol assassinato Karen, e David e menciona que ele está fazendo isso por seus filhos. Ele diz que ela não voltará para a prisão. Dá um carro, suprimentos e munição e pede pra ela ir embora.


Bem, é estranho ver um personagem que até pouco tempo não era ninguém, visto apenas como a tiazinha que perdeu todo mundo se tornando uma assassina fria. Gostei de Carol e o episódio foi um dos melhores produzidos até agora e mostra o verdadeiro drama da série.




Depois de um episódio voltado aos grupos que saíram em busca de remédios, temos um episódio mais sombrio mostrando o que está acontecendo na prisão. Quando eu digo sombrio, realmente quero dizer isso. O episódio se passa em sua maior parte à noite ou em cantos escuros e nos imprime todo o desespero do confinamento com os doentes.


Fica claro e sem dúvidas que no episódios 5, Internment, a doença está reinvidicando mais vidas. Lembramos muito do episódio 2, Infected, mas agora temos um terror adicional com cenas desesperadoras com personagens queridos: Glenn vomitando sangue, Hershel preso debaixo de uma ex-paciente e Lizzie tentando rivalizar com estupidez infame de Carl.

As coisas parecem bastante complicadas para os sobreviventes originais, e o fato de que o roteiro se concentra em Hershel nos faz temer por seu futuro. Ele é, sem dúvida, um dos membros de destaque do elenco, com a moral forte e um dos poucos realmente abençoados com um arco de história intrigante. Ele foi de um patriarca temente a Deus para um velho quebrado, triste com uma perna só.

A fé sempre foi um problema para Hershel desde o apocalipse começou, e neste episódio o vemos apelando para a Bíblia, a fim de dar a um falecido uma boa despedida. Ele tem um momento emblemático em que faz uma citação de Viagens com Charley, de John Steinbeck, para reforçar seu posicionamento em relação aos doentes e à esperança que pretende demonstrar a eles: 
"Uma alma triste pode matá-lo mais rápido, muito mais rápido, do que um germe"

Rick e Carl também têm o seu momento de brilhar quando a cerca desmorona e eles são forçados a atirar num exército de mortos-vivos, mas infelizmente Maggie perde a maior parte da ação. Enquanto isso, Daryl retorna com os suprimentos médicos e a prisão ganha um raio de esperança e de superação da doença. Daryl pergunta sobre Carol e Hershel diz para ele ir falar com Rick. Talvez uma conversa desconfortável venha daí. No final do episódio, para alegria dos fãs e apreensão de Rick, quando souber, o Governador aparece espreitando a prisão ao longe. Os dois próximos episódio aparentemente são sobre ele. O que deve ser muito bom.



4 comentários:

  1. Oi Déborah, só passando pra avisar que você foi a ganhadora de um brinde lá no blog http://detudoumpoucodany.blogspot.com.br/2013/11/premio-autor-revelacao-modo-editora.html

    Poderia enviar os seus dados para o meu email: danydanizinha1@hotmail.com

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. .


    Muito bom o seu blog. Gostei
    das dicas e informações.
    Vou seguir você esperando que
    também siga a minha página.

    Beijos.




    .

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.