07 novembro 2013

8

[Review] The Walking dead: Infected S04E02 e Isolation S04E03



 Eu dei minha opinião sobre a season premiere de The Walking dead há algumas semanas e vou continuar com as minhas impressões sobre esta temporada de Rick e sua turma na prisão. O ritmo, como bem explicou o showrunner Scott Gimple, foi claramente mais lento com apenas a cena dos walkers no telhado como a mais agitada. A harmonia do episódio foi quebrada apenas no final, com a morte de Patrick (uma sequência que eu não aprovei por se tratar de algo muito forçado, mas que coube bem pros propósitos da série) por causa de algum tipo de vírus. E assim temos o início do fim de nossa fazenda feliz.


Onde está o fracasso do ataque dos walkers no início do segundo episódio? Vou contar e ninguém deve estranhar: para que se tenha terror deve-se, antes, ter simpatia. Os personagens do bloco D não nos foram apresentados e não pudemos nos afeiçoar por eles. Entendo isso como uma introdução para o grande problema da temporada. O importante não era nos compadecermos, mas entender que um novo inimigo surgiu. E também voltar a focar nas mudanças pelas quais nossos protagonistas passaram.


Carol merece atenção especial no segundo episódio, pois, como vem mostrando desde o primeiro episódio, parece ter perdido a sensibilidade e os sentimentos. Ela ainda cuida dos outros, mas talvez o que sente seja mais instintivo que racional agora. Talvez Carol tenha realmente se tornado um personagem respeitável.

Mas aí olhamos para o nosso ex-personagem favorito (pelo menos meu). Ele é realmente afetado pelo ataque, mas ainda não quer assumir um papel de liderança. Bem... O que realmente importa é que ele está com uma perspectiva bastante promissora na série. O final do episódio mostra um Tyreese desesperado com o assassinato de sua namorada, o que me faz perguntar de novo se realmente somos afeiçoados a esses novos personagens. 

No episódio Isolation, o pessoal da mini-fazendo continuou na luta contra o vírus da gripe mutante que tratou de controlar o crescimento da população da prisão. Agora Tyreese, que teve sua namorada assassinada, investiga as mortes misteriosas e a tensão ficava cadda vez maior por causa do crescente número de vítimas da doença. Os infectados ou que estão sob suspeita de infecção foram separados dos outros e colocados em quarentena. Este episódio foi um lembrete de que os zumbis não são os únicos inimigo dos sobreviventes.

As referências em relação aos quadrinhos foram lindas de se ver. Desde a briga de Rick e Tyreese até a mão quebrada do xerife por causa das pancadas, eu fiquei muito satisfeito. Rick deveria ter perdido a calma a mais tempo! Na semana anterior, vemos Tyreese encontrando Karen e um dos outros sobreviventes Woodbury assassinados por terem sido queimados vivos . Neste episódio, Tyreese passou a investigar a identidade do assassino. Rick, com toda a hipocrisia que lhe é de direito, diz que Karen não gostaria de vê-lo perder o controle (como se o próprio Rick não tivesse rodado a baiana) e a porrada come. 



Depois daí só o desgosto e a tristeza de Tyreese me chamaram atenção, uma outra referência às HQs. Quando ele sai para conseguir medicamentos para os doentescom Daryl, Michonne e o médico que quero que morra logo porque só atrapalha os outros, ele praticamente tenta suicídio! Parece Tyrese mudou um pouco de seu desgosto devastador e tem um senso renovado de instinto de sobrevivência.

Quanto mais vítimas apareciam, mais o desespero começou a tomar conta do ambiente e Hershel como o único com um plano por causa da demora de Daryl parecia o mais sensato por parte dos roteiristas, mas a grande sacada foi incluir Glenn, um personagem carismático e amado pelo público na lista de infectados. Aqui sim temos o terror.

Isolation foi um olhar para o que acontece durante uma epidemia, e como luta de todos com seus demônios pessoais os separam do grupo como um todo. Resumindo: O chá de Hershel, por enquanto, é a esperança dos infectados, Daryl , Michonne , Tyreese , e o outro cara estão agora sem automóvel graças à brilhante condução de Darryl em um rebanho de walkers e, enquanto isso, nós vamos estar nos perguntando o que eles ouviram no rádio antes que caiu, e se a pessoa do outro lado é um aliado ou um inimigo.



8 comentários:

  1. Tô começando a ter antipatia por essa temporada. 4 episódios e ainda não aconteceu nada muito emocionante. Tudo bem que o final do 3 e do 4 me deixou "UAU", mas mesmo assim...

    Bora continuar acompanhando pra ver o que vai acontecer né. ;D

    Terra de Fagulhas

    ResponderExcluir
  2. Oi Felipe, tudo bom?
    Bom, desde aquela temporada enfoque no Governador etc eu larguei a série. Gosto quando o enfoque fica nos zumbis sabe? E Walking Dead perdeu isso faz tempo!
    Beijão
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu detesto filmes e séries do tipo. Será que sou ET? kkkkk

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  4. Eu sou apaixonada pela Série!
    Parabéns pelo Blog!
    Bjus

    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.