12 fevereiro 2015

26

Pra ler no busão: Amante Eterno

Título: Amante Eterno
Autor: J. R. Ward
Páginas: 448
Ano: 2010
Edição lida: 1ª
Editora: Universo dos livros
Sinopse: "Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama..."

Olha eu aqui de novo pra falar de #IAN. Hoje eu vou falar do segundo livro da série Irmandade da Adaga Negra. Esse livro é focado em Rhage ou Hollywood como você preferir...

A sinopse diz que ele é o membro mais perigoso da Irmandade, eu concordo parcialmente, pois acho que ele é o mais perigoso quando está transformado na besta já que é o momento em que ele pode matar até mesmo os irmãos, pois não consegue controlar sua besta interior.

A história é no mínimo confusa. Um vampiro altamente perigoso, e não só pelo fato de ser um vampiro, se apaixona por uma mulher que novamente foi diagnosticada com leucemia.
Tudo estava destinado a dar errado, mas no fim tudo dá certo.

Mary no início (ou devo dizer boa parte do livro) faz de tudo para ser apenas amiga de Rhage, pois enquanto ele é um deus grego que deixam todas ao seu redor babando, ela se acha sem graça e sem o mínimo de charme que poderia chamar a atenção de alguém.

Encontro vai, encontro vem... Rhage se sente cada dia mais atraído e com mais medo da besta aparecer e atacar Mary. Para vê-la ele passa por todas as ordens impostas por Tohr.

Rhage luta de todas as maneiras para provar para Mary que a ama e que quer cuidar dela em todos os estágios da sua doença. Ela é muito difícil de ser persuadida e muito teimosa, pois acha que não deve se deixar envolver, mas só ela se faz de louca achando que já não está pra lá de envolvida.

O mais lindo de tudo é que Rhage abra mão de muita coisa para ficar com Mary e até mesmo dela para que ela fique curada. Ele muda a sua vida e a dela quando vai se humilhar perante a Virgem Escriba para que não a deixe morrer.

No fim a Virgem toma decisões parcialmente contrárias e os dois conseguem ficar juntos, mas antes disso eles passaram muitaaaaaaaaaaa coisa mesmo.
Adorei a maneira como Mary passou a "domar" a besta dando um passo para que o relacionamento deles só ficasse mais fortalecido.

Não posso deixar de dizer que não acredito que tudo isso teria dado certo se não fosse a ajudinha de Bella que de uma certa maneira ajudou a unir o casal.

Amei a leitura. Mais uma vez a história foi envolvente e cheia de sensualidade. Uma mistura na dose certa entre amor e desejo.

A cada dia me apaixono mais pela série, e que venha os outros amantes. juro que estou tentando ler o mais devagar possível para não ficar órfã, mas foi impossível com o terceiro livro (mas isso já é história para a outra resenha).

Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que prejudique a leitura ou o entendimento. A capa como sempre está linda e as folhas amareladas só ajudam na leitura.

Ou seja, leitura mais do que recomendada. Espero que vocês se apaixonem pelos irmãos e venham conferir as próximas leituras/resenhas.



26 comentários:

  1. Oi Deby!!
    Não conhecia essa série e confesso que li meio por cima os parágrafos que você fala da história diretamente, porque não quero Spoiler auhhauhuahua Mas, gostei da maneira que você conduziu a resenha e adoro histórias envolventes. Vou até dar uma olhadinha!!
    beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma série muito boa e que é sensação no meio literário.
      Dá uma conferida assim que possível.

      Excluir
  2. Oi Déby!
    A Irmandade da Adaga negra é uma saga que me chama bastante a atenção, e eu tenho muita vontade de ler. Porém são muitos livros né... haha!
    Adorei a resenha!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São sim, Gu.
      Já tem 13, incluindo o guia.
      Mas são ótimos. Você deveria arriscar.

      Excluir
  3. Oi Deby!
    Vejo tantos comentários positivos sobre a Irmandade da Adaga Negra, mas são tantos livros que desanimo... Já acompanho tantas séries e mal dou conta delas, rsrsrs.
    Adorei a resenha!

    B-jusss! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas a Irmandade é perfeita.
      Você deveria se aventurar em mais essa série, Nina.

      Excluir
  4. Oii, são 12 livros (BOCA ABERTA!)? Pelo que você descreveu me lembrou MUITO de Crepúsculo rsrs. Mas em outras resenhas que andei vendo por ai, o primeiro livro praticamente é para maiores de 18, se não fosse pelo fato de ser muitos livros eu encarava, mas te desejo muita motivação para terminar está saga!!!


    Beijos!
    jeehsts.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os livros são para maiores de 18, Jéssica, porque tem cenas calientes. hahaha
      E não, não tem nada de Crepúsculo.
      Tá longe de ser mel daquele jeito.

      Excluir
  5. Olá!

    Não conhecia o livro.. Essa temática me chamou a atenção mesmo sendo história envolvendo vampiros, que eu não curto muito.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com
    Facebook/resenhaeoutrascoisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que chamou sua atenção.
      Espero que você leia. =)

      Excluir
  6. Olá,
    Eu não começo essa série por 2 motivos:
    1- ela é MUITO extensa, não tenho paciência pra séries praticamente infinitas.
    2- Não faz meu estilo literário, nem um pouco. Por isso é melhor eu ficar na minha!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente se você não gosta de séries longas é melhor nem tentar mesmo. :)

      Excluir
  7. Nossa, nunca ouvi falar dessa série de livros, mas pela sua resenha, tem tudo para se tornar um sucesso. Ótima resenha. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela já é bem famosa, parece até que a autora vai fazer outra série derivando dela.

      Excluir
  8. Aaaaaaa Essse é um dos queridinhos das meninas... amo o livro do Rhage!

    Every Little Book

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro do Rhage é tudo de bom, mas nem se compara ao livro do Z. ♥

      Excluir
  9. Eu gosto bastante dessa série.... é uma pena que até o décimo livro muitas cenas tenham sido suavizadas e a linguagem usada pela autora tenha sido alterada...

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Não sabia disso.
      Eu estou apaixonada pela série, é muito boa.

      Excluir
    2. É sim Déborah... A UdL suavizou muito os textos e alterou algumas coisas na tradução. Quem leu em inglês (ou mesmo os ebooks piratas) estranha quando vai reler em português.
      Depois de muito pedido e muita incomodação a UdL acabou aceitando o pedido das fãs e traduzindo mais corretamente o livro - e teve gente que só acompanhava a versão nacional que achou esquisito, mas eu acho mais esquisito um cara de mais de dois metros de altura, que luta e só ouve hip hop falar "caramba" ou invés de "caralho", né?

      Excluir
    3. Eu não sabia, Lica.
      Mas que realmente é estranho ele não falar certas palavras isso é.
      Como não leio em inglês ficou meio leiga no assunto.

      Excluir
  10. Amante Eterno fez com que eu pensasse que nunca mais iria chorar na vida de tantas lágrimas que derramei... Foi nesse livro que peguei nojo da Virgem Escriba... e olha que ela ainda faz muitas outras que dá vontade de largar a mão na cara dela.
    Amo IAN, quando comecei a ler só tinham publicado lá fora até Amante Meu (aqui ainda só tinha 3) e eu devorei os 8 em uma semana (isso com trabalho no meio) e é minha segunda série sobrenatural com erótico preferida. Ainda gosto mais do estilo da Gena Sholwater com Senhores do Submundo (mais a Warden ficou em segundo só por causa do que ela faz com o Vishous - que é meu preferido e o livro dele é.... bom, não vou soltar spoilers né?)
    Se quiser saber mais, tem resenha até o Amante Vingado lá no blog :)

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não lerei suas resenhas no momento porque agora que li o terceiro.
      A Virgem Escriba é muito chata, ódio dela.
      Por enquanto meu amorzinho é o Z. ♥

      Excluir
  11. Ô preguiça de começar essa série :(
    São muitos livros, mais um dia quero ler

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Tati começa, é bom demais.
      Pergunta pra Kelly que ela não me deixará mentir.

      Excluir
  12. ainda estou atolado na leitura do primeiro, mas não vou desistir porque adorei a resenha do segundo
    Vou até o fim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série é muito boa e as histórias muito envolventes.
      Você não vai se arrepender.

      Excluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.