14 março 2016

21

Pra ler no busão: Vidas Secas


Título: Vidas Secas
Autor: Graciliano Ramos
Páginas: 114
Ano: 2012
Edição lida: 1ª edição
Editora: Mor
Sinopse: "O que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro. Apesar desse sentimento de transbordante solidariedade e compaixão com que a narrativa acompanha a miúda saga do vaqueiro Fabiano e sua gente, o autor contou: "Procurei auscultar a alma do ser rude e quase primitivo que mora na zona mais recuada do sertão... os meus personagens são quase selvagens... pesquisa que os escritores regionalistas não fazem e nem mesmo podem fazer ...porque comumente não são familiares com o ambiente que descrevem...Fiz o livrinho sem paisagens, sem diálogos. E sem amor. A minha gente, quase muda, vive numa casa velha de fazenda. As pessoas adultas, preocupadas com o estômago, não tem tempo de abraçar-se. Até a cachorra [Baleia] é uma criatura decente, porque na vizinhança não existem galãs caninos". VIDAS SECAS é o livro em que Graciliano, visto como antipoético e anti-sonhador por excelência, consegue atingir, com o rigor do texto que tanto prezava, um estado maior de poesia."

Sabe aquele livro que você vai empurrando com a barriga, mas quando lê fica encantada? Foi isso que senti durante a leitura de Vidas Secas.

Graciliano Ramos nos mostra a vida de uma família simples que não tem nem casa própria e faz de tudo para viver/sobreviver com o castigo que a seca provoca em suas vidas.

Somos apresentados a Sinhá Vitória, Fabiano, o filho mais velho, o filho mais novo e a cadela Baleia.

O livro é dividido em 13 capítulos e cada um fala de um dos personagens e tem aqueles que fala de situações que envolvem toda  a família. 

No desenrolar de cada capítulo conhecemos mais dessa família e como Fabiano é enrolado facilmente pelo patrão embora sinhá Vitória faça todas as contas antes, mas por ter medo ele se deixa levar pelo que o patrão fala.
Sendo assim a família nunca tem sobrando, apenas o suficiente para sobreviver.

Uma das partes mais interessantes é quando fala várias vezes que sinhá Vitória sonha em ter uma cama de verdade que está cansada e dolorida de ter que dormir na cama de vara.

As vontades dos filhos. O mais novo querendo ser parecido com o pai e tendo se mostrar forte, enquanto o mais velho queria entender sobre o que era e como era o inferno e sempre era repreendido pela mãe.

A parte mais emocionante da história foi o capítulo de Baleia. Sim, eu chorei e me incomodei demais com o que aconteceu. Fiquei com muita raiva de Fabiano que foi muito drástico sem nem investigar direito as coisas.

No final mostra a família se preparando para sair para outro lugar novamente tentando fugir da seca mais uma vez.

Eu meio que tinha um pé atrás com a história, mas depois que comecei a ler fiquei encantada e querendo mais, tanto que terminei a leitura em algumas horas.

Se você não gosta muito de clássicos mesmo sem ter lido quebre esse preconceito e se jogue na nossa literatura que é muito rica e você aprenderá muito mais sobre o povo do nosso país.
"Chegariam a uma terra desconhecida e civilizada, ficariam presos nela. E o sertão continuaria a mandar gente para lá."
Mais do que recomendado!




21 comentários:

  1. Oi, Déborah.
    Adorei e concordo com tudo o que você falou. E sim, eu também chorei e me incomodei horrores com o capítulo da Baleia. Me recusei a reler o livro por conta disso, mesmo que seja um clássico e que a história seja séria e incrível.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  2. Não li o livro quando estava na escola e sinto deixei uma grande oportunidade passar. Gostei muito da sua resenha, confesso que fiquei super curiosa com o capítulo de baleia, espero ter a oportunidade de ler o livro, e dessa vez, com certeza, vou aproveitar.

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  3. Eu li esse livro, no meu segundo ano do ensino médio, foi meu primeiro contato com Graciliano Ramos e simplesmente amei a história. É um livro com um começo bem complicado, mas que depois que a pessoa começa, não tem como parar. Eu acho bem curioso uns detalhes que o autor dá e outros fatos que eu fico pensando, como por exemplo: A cadela tem nome - Baleia -, e já os dois filhos - apenas intitulados como filho mais velho e filho mais novo -, Graciliano escreve de forma única.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem ? Li esse livro no meu terceiro ano do ensino médio comecei por obrigação,mas por fim estava amando a história fiz uma apresentação maravilhosa, vi no comentário acima que ele também leu na escola creio que no ensino médio algumas pessoas vão ler esse livro é se ler vai amar assim como eu como disse comecei por obrigação ,pois tinha que ler apenas um capítulo e acabei lendo o livro todo e apresentando para escola ! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiii, tudo bem?
    Eu ainda não tive oportunidade de achar este livro para comprar por mais que eu morra de curiosidade, não tenho nem palavras para falar do autor, maravilhoso, surpreendente e encantador.
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Vidas secas é um dos meus livros preferidos... A parte de Baleia também me tocou bastante, chorei horrores... mas como um todo, a obra nos deixa com uma sensação de desalento, tristeza... ele trata de uma realidade que ainda é viva mesmo nos dias atuais...

    Belíssimo, e fico feliz que você tenha apreciado a leitura...
    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Vida Secas é um clássico da literatura brasileira, lembro de ter lido no ensino médio, talvez não tenha gostado, não lembro agora, já são uns 13 anos que sai do ensino médio, lembro que detestava ler os livros obrigatórios, mas hoje em dia leria novamente numa boa. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi *--*

    Já conhecia o livro e não é por menos é quase uma leitura obrigatória. Mesmo assim nunca tive interesse em ler, como você tinha certo preconceito. Tenho me aventurado em clássicos e depois da sua resenha adicionei o livro na lista, quero me emocionar assim como você.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Hello!
    Só de ter um cachorrinho na capa, ja fico curiosa pra ler.
    Já ouvi falar muito de Vidas Secas, de Graciliano Ramos, mas nunca li para falar a verdade.
    Eu até gosto de clássicos, mas nao leio mto, falta de tempo mesmo e todo mes tem tantos livros lindos chegando.
    O final do livro é esse que vc pos?

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Li há muitos anos atrás, ainda na adolescência. Apesar de ter gostado do livro, acho que uma leitura como esta precisa ser feita quando a pessoa já está habituada a leitura, do contrário pode acabar desgostando.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Eu não cheguei a ler esse, mas sei de sua importância para a literatura nacional. Apesar de ser antigo, ainda é muito atual, a mensagem é bem forte e com certeza todos deveriam ler.

    ResponderExcluir
  12. Oi Déborah, concordo com cada palavra sua!
    Li Vidas Secas esse mês, e passei a admirar demais o autor e a sua obra.
    Vidas Secas deveria ser lido por todo brasileiro.
    E Baleia tocou meu coração...
    Bjs,

    Juliana
    claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Esse livro é um clássico,mas confesso que ainda não li. Mas com tantas recomendações, vai ter que entrar para a minha lista de leitura.
    beijos
    www.prateleirasemfim.com.br

    ResponderExcluir
  14. Esse é um clássico, e eu vou morrer de vergonha, mas vou confessar que nunca li. Já sei sobre o que se trata, todo o enredo, mas nunca tive a oportunidade de ler...por mais clássico que seja, não tenho esse na minha estante, mas ainda vou comprar :)

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  15. Ooi
    Vou fazer uma confissão haha
    Me foi passado esse livro no ensino fundamental e ,juro que tentei ler, mas não consegui.
    Eu achava ele horrível horrível, hoje vendo vários elogios eu fico na dúvida se eu não me esforcei o bastante para lê-lo pois estava sob pressão da escola ou se eu estava com preconceito mesmo.
    Um dia qu sabe, eu dou um segunda chance

    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Deby, acho muito legal ver resenha de clássicos e preciso realmente começar a ler. Eu vi o filme Vidas Secas e é uma história cheia de significados, especialmente para nós nordestinos batalhadores. A cadela Baleia é um capítulo a parte que sempre nos comove. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu comecei a ler esse livro na época dovestibular e abandonei. Eu já sabia toda a história também.
    Mesmo assim é um livro que está na minha lista de livros para ler (para a vida).
    Muito bom você ter lido e recomendar aqui no blog, são poucos os que costumam ler clássicos.
    Ouço tanto falar nesse capítulo da Baleia. Ela deve ser o personagem mais memorável.

    Beeijos, Erica Regina
    Blog Parado na Estante / Fanpage Parado na Estante

    ResponderExcluir
  18. Mandou muito bem na dica!!! Sério mesmo, acho que todo mundo deveria ler esse livro, ele é sensacional. :)

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem? Nossa você me fez lembrar os livros que li para prestar vestibular haha Li esse, A moreninha, O cortiço, gosto muito de literatura brasileira e a maneira como alguns foram escritos. Clarice também é ótima escritora. Beijos, Érika

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem? Na minha época de vestibular fui meio que obrigado a ler esse livro. Hoje, não leria. Não curto muito literatura brasileira. :/ Mas pretendo dar uma chance pra ele, um dia.

    Http://PorreDeLivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Não sei o que aconteceu com Baleia, mas já fiquei com medo de ler o livro, sempre que envolve sofrimento de animais eu choro mto.
    Bjs

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.