05 agosto 2016

9

Pra ler no busão: Jogada Mortal

Título: Jogada mortal
Autor: Harlan Coben
Páginas: 256
Ano: 2012
Edição lida: 1ª edição
Editora: Arqueiro
Sinopse: "Aos 16 anos, Valerie Simpson já era finalista do Aberto de Tênis da França. Depois de brilhar nos circuitos internacionais do esporte, de repente tudo mudou. A jovem ficou reclusa e deixou de lado as competições de alto nível.
Seis anos depois, ela está disposta a retomar a carreira e procura Myron Bolitar para ser seu agente. Para ele – que já agencia Duane Richwood, cotado para vencer seu primeiro Grand Slam –, essa é uma ótima oportunidade. Mas seus planos têm fim quando Valerie é morta e Duane se torna o principal suspeito do assassinato.
Apesar de o rapaz estar em quadra na hora do crime, algo parece não se encaixar na história que conta à polícia. Ele garante não conhecer Valerie, mas seu número de telefone estava na agenda da jovem.
Insatisfeito com o rumo das investigações policiais, Myron sai em busca da verdade. E descobre que, além de prováveis ligações que a moça fez para Duane de um telefone público, há um passado de dor e mentiras que talvez leve ao verdadeiro motivo do crime.
Agora, com a ajuda do excêntrico Windsor Horne Lockwood III e da ex-profissional de luta livre Esperanza Diaz, Myron enfrentará inimigos poderosos que tentam a todo custo impedir que a verdade venha à tona."

Então aqui estou escolhendo o próximo livro para resenhar e encontro Jogada Mortal na estante. Não sei se quem acompanha o blog sabe, mas sou fã de romance policial desde Agatha Christie até os dias atuais, magnificamente representado por Harlan Coben (Você pode conferir minhas outras resenhas dos trabalhos do autor aqui, aqui e aqui).

Okay, por onde começar? Este é um livro de Myron Bolitar, uma ex-estrela do basquete universitário que se transformou num agente esportivo - que neste segundo livro já tem uma melhor condição que no primeiro, Quebra de Confiança. Ele tem que enfrentar a concorrência na forma de grandes empresas corruptas que só pensam em sugar dinheiro dos atletas - não que Myron não queira dinheiro, longe disso. O grande (alto) agente esportivo tem como melhor amigo e sócio o psicopata Windsor Horne Lockwood III, o personagem favorito deste quem vos fala. Win é aquele lutador de filmes de artes marciais que mata só com um golpe. Neste livro as habilidades dele são muito bem exploradas, tornando-o uma excelente ferramente de narrativa.

O plot do livro gira em torno do assassinato de Valerie Simpson, uma possível cliente de Myron. O ritmo do livro é bastante satisfatório, apesar de percebermos que o autor estava encontrando seu estilo - e ainda assim é melhor que alguns dos livros mais recentes de Coben. Nós somos inseridos no mundo dos agentes esportivos e da máfia ao redor dela com aquele clima dos anos 90 e seus aparelhos de fax e carros com telefones. A cidade de Nova Iorque é muito bem retratada nessa obra e somos transportados para esse cenário intrigante.

O livro é mais que recomendado, perincipalmente para quem está começando a se aventurar nos textos de Coben. Leiam em ordem que vocês vão perceber a evolução do personagem.


9 comentários:

  1. Olá Felipe! Tudo bem?
    Acredita que ainda não li nada desse autor? Vergonha né...Sempre vejo comentários sobre a escrita dele, mas ainda não consegui ler nada! Adorei sua resenha e dica anotada! Vou ler em breve, se não for esse, será algum outro titulo do autor!
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Ainda não li nada de Coben, mas como fã de livros policiais, pretendo mudar isso em breve.
    Tenho muita curiosidade para conhecer a escrita do autor.
    Quero conhecer a história de Myron e saber como termina.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Felipe!!
    Eu sou meio assim com o Myron desde o outro livro que li do Harlan. Não sei porque o Myron não me agrada muito, mas eu leria mais livros dele sim, pra ver se tiro essa cisma!! Eu preciso MESMO ler em ordem, porque li um do meio e fiquei meio ????
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Felipe!
    O Harlan é sem dúvida um dos melhores autores de romance policial atualmente né? :3 Gosto muito do jeito que ele conduz a narrativa de Jogada Mortal, porque mesmo mostrando um pouco de receio no ritmo, ele consegue deixar a história bastante consistente.
    Bjus!

    ResponderExcluir
  5. Não tinha nem ideia de que o Myron era um agente esportivo! Rs... Não gosto muito quando retratam algo de esporte em livros porque não entendo nada de nenhum, mas tenho muita curiosidade de ler os livros do autor e vou acabar chegando nesse. E com certeza vou seguir sua dica e ler na ordem.

    ResponderExcluir
  6. Oii Felipe, como vai?
    Rapaz ainda não tive nenhuma oportunidade de ler algum livro do autor e confesso que de certa ele desperta muito meu interessa, quero ler com toda certeza, fico feliz que tenha gostado.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá Felipe, acredita que não li nada do Harlan Coben? Acho que é porque seu estilo de gênero não me desperta tanto o interesse. Porém sua resenha me chamou a atenção e me despertou a curiosidade.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Felipe!
    Gosto muito de suspense, mas ainda não li nenhum dos livros do Coben, mesmo lendo tantas indicações e comentários muito bons a respeito. Esse livro despertou bastante a minha curiosidade queando você falou que é para quem deseja se aventurar nos textos dele.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá Felipe!
    Eu sou mega fã dos livros do Coben, sou apaixonada por esses personagens, Myron e Win apesar de serem loucos, são ótimos e sempre saem por cima rs' estou com saudade das aventura desses dois na grande Nova York, não vejo a hora de lançarem os próximos livros rs' Coben é mestre em me deixar a noite acordada!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.