31 outubro 2016

12

Pra ler no busão: Não fale com estranhos

Título: Não fale com estranhos
Autor: Harlan Coben
Páginas: 304
Ano: 2016
Edição lida: 1ª edição
Editora: Arqueiro
Sinopse: "O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis. 
Adam levava uma “vida dos sonhos” ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira?
Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos."

De todos livros de Coben que eu li, este, provavelmente, foi o que mais me surpreendeu. Aquele que já leu minhas resenhas sobre o escritor deve saber que sempre me surpreendo com o modo que ele desenvolve a história - às vezes positivamente, às vezes negativamente. Dessa vez, no entanto, Harlan Coben desconstruiu tudo o que se espera de um romance policial clássico e alcançou, nesta obra, o padrão contemporâneo de narrativa: não há herói contra vilão, não há linearidade e expectativa de solução. Há uma narrativa bem construída com um final realista e crível, até - se se ignorar alguns absurdos que amamos ver nesse gênero.

O enredo de Não fale com estranhos se insere nos dias atuais explorando temas contemporâneos, como hackers. Diferente de Dan Brown com suas conspirações a nível global, Coben mantém o pé em subúrbios norte-americanos com vários vilões e alguns vítimas não-tão-inocentes. O clima do romance é bem sombrio - o que me fez ficar bastante angustiado ao virar a última página (algo que eu não tinha sentido ao ler os outros romances de Harlan Coben) - e a história é contada de vários pontos de vista.

O protagonista é Adam Price, um advogado casado com a bela e carismática Corine, pai de dois filhos adolescentes. O filho mais velho é jogador de Lacrosse e os jogos dele reúnem os pais dos outros jovens, que em sua maioria escondem alguns segredos... Numa das reuniões dos pais e técnicos do time, um estranho aborda Adam e conta um segredo sobre Corine: ela mentiu sobre algo muito importante no passado.

E essa notícia perturbadora para Adam é só a abertura do suspense, que não nos prepara para os outros que estão por vir. Adam é apenas um dos que foram abordados pelo estranho, que pretende expor segredos - e ganhar algo com isso. O estranho chantageará todos aqueles cujos crimes - geralmente sem vítimas, como uso de esteroides, falsa gravidez e prostituição - ele e sua equipe de hackers descobriram.

Em ameaçar expor esses segredos, o estranho desencadeia um série de assassinatos e Adam se encontra no meio dessa situação confusa e arriscada.

Essa história interessante só poderia ter vindo de Harlan Coben, um fenômeno de vendas, tendo vendido mais de 60 milhões de cópias de seus livros em 41 línguas diferentes. Primeiro ele publicou a série Myron Bolitar na década de 90, ao mesmo tempo que lançava romances renomados em seus cenários suburbanos com temas que envolviam o avanço da tecnologia dentro da vida da família tradicional - o que ele mantém neste livro.

Coben nos entrega um suspense habilidosamente conciso e intrigante com vários sub-enredos que fazem Não conte a ninguém um livro difícil de parar de ler. As reviravoltas vêm rapidamente e são tantas que você fica boquiaberto - e às vezes um pouco confuso - até o final surpreendente.

Fun fact: O títuo original do livro em inglês é The Stranger - O Estranho -, o mesmo título da história  de Albert Camus sobre um assassinato. Em português, a história de Camus foi traduzida como O Estrangeiro.


12 comentários:

  1. Nunca li nada do autor tenho que confessar, apesar de já ter lido várias resenhas sobre diversos livros, mas ainda não consegui me ver lendo nada, quem sabe um dia, porem sua resenha está muito muito boa, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Felipe, tudo bem? Já li varias obras do Harlan, a primeira e mais marcante pra mim foi " Não conte a ninguém". Confesso que não conhecia essa, mas depois dessa super indicação não vou perder mais tempo. Bjss

    ResponderExcluir
  3. Olá Felipe,

    Eu adoro as obras do autor e esta foi uma que apreciei muito, o autor soube dar um desfecho diferenciado e conseguiu como sempre nos prender na narrativa. Confesso que foi de longe, uma das melhores histórias dele, mas ainda assim é um mistério divertido de ser ler.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  4. Felipe, tenho tanta vontade de ler esse livro, nunca li nada desse autor, mas até hoje só vejo comentários positivo a respeito de suas obras, além do mais sua resenha está ótima, cheia de sinceridade.
    abraços

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Os leitores sempre falam bem dos livros do Harlan e acredita que até hoje eu não li nada dele?
    Preciso corrigir isso logo, pois adoro livros de suspense e com uma trama policial.
    Nossa agora que li essa resenha já quero ler esse livro, vou procurar quem sabe não é com ele que eu vou virar fã do autor.
    Gosto de suspense, reviravoltas e pelo visto a trama criada é surpreendente.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    Até hoje não li nenhum dos livros do Harlan, mas quando ler, já sei pelo qual começar. Sua resenha me deixou super curiosa sobre o livro, a premissa dele é bem interessante. Anotei na lista e espero poder ler em breve.
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  7. parabéns pela resenha, Felipe. Fiquei totalmente absorta lendo e já desejando ter o livro em mãos... achei interessante essa curiosidade sobre o´título do livro... gosto das tramas de Coben serem mais regionais, dá mais familiaridade do que as de Dan B., ao menos pra mim...
    dica anotada...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  8. Harlan Coben é um autor que está na minha lista de leitura tem bastante tempo, uma pena eu ainda não ter lido nada dele. Não sei, por mais que os enredos sejam interessantes, não é muito o que eu gosto de ler.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  9. oi ^^
    eu até meio livros de suspense, mas tenho certo receio de ler os livros do harlan, não pq sejam ruins, mas pq n é muito meu estilo e tenho medo de não gostar.
    curti muita a resenha.

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Não consigo lê em lugares que se mexem, como ônibus! Mas leio em lugares com Mr barulho. Esse foi uma das minhas leituras de outubro. O enredo é fantástico e, confesso que tive medo em alguns momentos! Amo a escrita do Harlan.

    ResponderExcluir
  11. Olá
    ja li um livro do autor e curti muito na época, hoje em dia tenho curiosidade por vários, esse tbm me atraiu bastante e espero ler vários titulos do autor em breve

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, como vai?
    Ainda não li nada sobre o autor e nem algo de seus livros, mas me surpreendi quando vi que Coben já vendo mais de 60 milhões de exemplares.
    Gostei do enredo, do livro da esfera de suspense em torno de vilões que podem nos surpreender em cada capitulo.

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.