01 abril 2017

11

Pra ler no busão: Quando ela se foi

Título: Quando ela se foi
Autor: Harlan Coben
Páginas: 256
Ano2011
Edição lida: 1ª edição
EditoraArqueiro
Sinopse: "Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã.
Depois disso, os dois se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho e então foi embora, sem deixar vestígios. Agora, no meio da madrugada, ela telefona:“Venha para Paris.”
Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse na capital francesa. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita.
Porém algo ainda mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes.
Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre."

Depois de bastante tempo, voltei com minhas impressões sobre outro livro do Harlan Coben! Quando ela se foi é o nono livro protagonizado pelo agente esportivo/pseudo-detetive Myron Bolitar, tendo sido publicado originalmente em 2009. Este livro é a sequência de A promessa (lançado no Brasil pela editora Arqueiro em Fevereiro deste ano) e antecede Alta Tensão (cuja resenha você pode ler aqui). 


Preciso ser justo com aqueles que me leem e com o autor quando escrevo, por isso estou receoso de como começar esta resenha. Primeiramente, acredito que você já deve ter lido a sinopse ali em cima. Se não o fez, faça agora. Eu espero. Vamos lá, leia. Terminou? Pois bem, como pode perceber, Terese Collins, uma personagem de certa forma recorrente na série de Myron, é o motor para a trama - pelo menos de início.Parte do livro se passa em Paris e Londres para depois retornar para os Estados Unidos. Todos aqueles personagens que aprendemos a amar ao ler os livros de Coben também se fazem presentes, claro: Win, o melhor amigo de Myron, e Esperanza, sua sócia e amiga. Temos a adição do personagem que, para mim, é o mais carismático do livro: capitão Berleand, um detetive francês que auxilia Myron nas investigações.

O problema relativamente simples do desaparecimento, amplia-se quando, em pouco tempo, descobrem que o marido de Terese fora assassinado. E claro que a polícia tem como primeiro suspeito o cônjuge. A trama complica quando os fios de cabelo da filha de Terese são encontrados na cena do crime, mesmo a filha dela tendo morrido há anos. Inclua nesse caldeirão de problemas uma célula terrorista com planos a longo prazo, tortura, o governo norte-americano e sêmen congelado! Eis a receita para Quando ela se foi.

Porém, este livro tem um problema. Enquanto os livros de Coben normalmente possuem uma trama que envolve uma pessoa que há muito estava sumida e de repente reaparece para pedir algo, a escrit ágil, ritmo e reviravoltas faziam a lleitura fluir (pelo menos na maioria das vezes). Quando ela se foi, como facilmente pode ser notado, também compartilha da característica da "pessoa que retorna pedindo um favor" e o ritmo na maioria das vezes nos mantém ávidos pela ppróxima página. MAs o ponto fraco está no enredo, que é de certa forma fraco e exagerado, dos personagens de apoio apenas Berleand se destaca - e isso só acontece mais para o final do livro -, e, por falar em final, quando se chega lá nós ficamos com uma sensação de falha na verossimilhança, entendem?

O livro sofre com a dualidade da excelente escrita e da história fraca. Mesmo assim, recomendo a leitura, pois aqueles que amam escrita se deliciam com a habilidade quase fantástica de Harlan Coben e as letras contemporâneas.


11 comentários:

  1. Olá!
    Esse é o único livro do Harlan que eu tenho, ganhei já tem um tempo e sabia que fazia parte de uma série. Sempre ouvi maravilhas da escrita dele, mas ai agora fiquei um pouco desanimada pra engatar por não ter sido tão envolvente.
    Acho que vou esperar mais um pouquinho antes de me aventurar nela.
    Adorei sua resenha, ficou bastante clara.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  2. Então, eu sou muito fã do autor. Já li quase todos os livros deles que a Arqueiro publicou e não vejo a hora de completar a minha coleção. Esse livro eu ainda não li mas quero muito ler. Achei o seu ponto de vista interessante. A premissa da obra me atrai e espero gostar muito quando eu for realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  3. olá *-*
    ainda não conheço o autor :( mais fiquei curiosa com a trama darei uma procura no livro pra comprar *-* gostei muito da resenha.

    bjss

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Olha, ainda não tive oportunidade de ler esse autor e não tinha me atentado exatamente à temática dele, mas sua resenha meio que dividiu minha opinião... Acredito que se um dia tiver contato com as obras dele, não começarei por Quando ela se foi, porque achei o enredo bem confuso e não gosto de histórias que não tenham verossimilhança dentro de seu próprio contexto.

    ResponderExcluir
  5. Oi Felipe, este do Coben eu não li ainda, mas é uma pena que o enredo tenha sido pobre. Fato a se estranhar mesmo, ainda mais sendo do Coben.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem?
    Lendo sua resenha, que está excelente e muito melhor explicada que a sinopse do livro, eu tive a impressão de estar assistindo a dois filmes ao mesmo tempo, Busca Implacável e Anjos e Demônios do Dan Brown. Achei muito parecido o cenário pela sua resenha. Eu quero muito ler os livros do Harlan, pois são cheios de mistério, perseguição é como estar vendo um filme policial de ação o tempo inteiro, só que com uma pitada mais gostosa por ser um livro.

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Tenho uma vontade enorme de conhecer a autora, tenho um livro dela mas não consegui ler ainda.
    Esse me chamou atenção, gostei da sua opinião.
    Esse livro é enorme mais de 1000 paginas 😳 mesmo assim vou deixá-lo na minha lista .

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Esse foi o primeiro livro que li do Harlan e não sabia que se tratava de uma série, porém não interferiu em nada em minha leitura. Gostei muito desse livro e principalmente das reviravoltas criadas, a história tem um suspense muito forte e ao descobrir o mistério fiquei de queixo no chão, pois não era algo com o que eu estava familiarizada. Uma excelente dica.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Felipe!
    Descobri a pouco tempo que não só esse livro, como outros que conheci, fazem parte de uma série. Pra ti ter ideia, adicionei "A Promessa" sem saber que tem outras obras antes dela, kkk.
    Enfim...Gosto muito de suspense e essa trama nos livros me deixou com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Tenho visto vários comentários positivos sobre a autora e estou curiosa para conhecer mais do seu trabalho. Gostei bastante da sua resenha. Espero ler em breve, bjooooo

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Estou lendo A Promessa, meu primeiro livro do Harlan, então não tenho um parâmetro para comparar.
    Fiquei curiosa com Quando Ela Se Foi devido ao seu ponto de vista e espero ler em breve pra saber se terei a mesma opinião negativa.
    Bjs

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.