26 maio 2017

0

Pra ler no busão: Um passo em falso

Título: Um passo em falso
Autor: Harlan Coben
Páginas: 272
Ano: 2014
Edição lida: 1ª edição
Editora: Arqueiro
Sinopse"Ainda jovem, Myron Bolitar contou com a ajuda do treinador Horace Slaughter para começar a jogar basquete. O relacionamento dos dois era como o de pai e filho, mas com o tempo eles perderam contato e Myron abandonou o esporte.
Dez anos depois de ver Horace pela última vez, Myron conhece Brenda, filha do antigo amigo e uma bela estrela do basquete. Trabalhando como agente de atletas, ele poderá fechar um contrato valioso com a jogadora se descobrir o paradeiro de Horace, que sumiu repentinamente após agredi-la. Desde então, Brenda começou a receber ameaças por telefone e a ser seguida. Myron não acredita na culpa do amigo e resiste a ser guarda-costas da moça, mas acaba cedendo.
Determinada a não fazer papel de donzela indefesa, Brenda provoca uma atração irresistível em Myron, que vive um relacionamento amoroso debilitado. Porém, existe entre eles um abismo de corrupção e mentiras, além de segredos pelos quais muitos arriscariam a vida."


Cheguei ao quinto livro da série Myron Bolitar - e finalmente posso afirmar que foi aproximadamente por aqui que Coben começou a andar a passos largos!

Quando Myron é contratado para ficar de olho na jogadora de basquete feminino, Brenda Slaughter, a última coisa que ele esperava era encontrar-se lidando com uma das famílias mais poderosas da cidade, mafiosos e segredos com mais de vinte anos de idade.

Com a liberdade de Brenda, e talvez até mesmo sua vida em risco, Myron pede ajuda a Win, seu melhor amigo psicopata e multimilionário, para ajudá-lo a encontrar a mãe desaparecida de Brenda, possivelmente expor um crime cometido há anos, e ajudar a manter Brenda segura. Tudo isso ao mesmo tempo que tem que lidar com as exigências de Esperanza, sua melhor amiga e funcionária de confiança, para se tornar uma sócia de sua agência esportiva e ainda lidar com seu relacionamento cada vez mais complicado com sua namorada, Jessica.

Este livro é um divisor de águas à medida que o leitor acompanha Myron passar por um turbilhão de emoções, algumas delas muito surpreendentes e inesperadas. O próprio modo como Myron se refere a ele mesmo, de forma hilária e auto-depreciativa são um show à parte do resto do lilvro. O ritmo do livro deixa a desejar no início (e aqui estou comparando com os plot twists que acontecem frequentemente na obra de Coben), e o tom da história muda completamente próximo ao fim - vai de um tom moderado de seriedade até algo que me deixou abismado e surpreso devido ao que eu considero ser um dos fins mais cruéis das obras de Harlan Coben.

Os personagens secundários são maravilhosos, pois oferecem uma visão mais acurada do personagem, inclusive eles mesmos tratam da personalidade de Myron com ironia e humor de uma forma a construir o personagem de uma forma mais profunda.

No geral, este é um dos melhores livros da série que li e não decepciona em nada.



0 comentários:

Postar um comentário

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.