03 julho 2017

5

Pra ler no busão: A hora do lobisomem

Título: A hora do lobisomem
Autor: Stephen King
Páginas: 128
Ano: 1983
Edição lida: 1ª edição
Editora: L&PM

Sinopse"A pacata cidade de Tarker's Mill tem sua rotina abalada por uma série de assassinatos cometidos por um lobisomem. Um garoto paralítico descobre quem encarna o monstro, mas conta apenas com a ajuda de sua turma de amigos para destruí-lo."

Finalmente eu li meu primeiro livro do King, já tinha tentado outros livros, mas nunca cheguei ao fim, dessa vez coloquei na cabeça que leria até o final e assim aconteceu.

Acredito que não poderia ter começado com livro melhor, ele é curtinho e li de uma sentada só.

Nessa leitura nos deparamos com vários assassinatos cometido por um misterioso lobisomem, na verdade é um assassinato por mês.

Porém em julho o garoto que seria assassinado conseguiu se salvar do lobisomem e o mais incrível é que ele é paralítico e todo mundo pensa que se as outras pessoas que podiam correr não escaparam porque seria diferente com ele?

Pelo simples motivo de que ele é inteligente e usou essa inteligência para se salvar do ser sobrenatural e o melhor de tudo é que ele deixa uma "marca" no lobisomem para que se ele o encontrar como humano na cidade ele possa entender que é ele.

Não nos é revelado de imediato quem é o lobisomem, mas quando o é temos um misto de surpresa com já era esperado.

Claro que as coisas só se resolvem em dezembro, então depois do atentado em julho ainda temos mais alguns casos.

Não sei se gostei muito da justificativa que King dá para que a pessoa tenha se transformado em lobisomem, mas a história flui tão bem que isso foi o de menos.

É uma leitura maravilhosa e vale muito a pena, tanto para quem já conhece a escrita do King como para quem quer se aventurar pela primeira vez, assim como eu.

Não encontrei problemas de revisão na obra e não posso falar da parte gráfica, pois li em e-book.

5 comentários:

  1. Estou anotando algumas obras do Stephen que quero muito ler e essa é uma delas, apesar do livro ser gigante, a escrita do Stephen é cativante <3

    ResponderExcluir
  2. Eu estou com a nova edição do livro e não vejo a hora de ler, adorei a sua resenha e espero ler numa sentada só também. Eu tinha trauma com o autor desde que li O Iluminado, há mais de 10 anos kkkk

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Sei que tem uma nova edição né. Ainda não tive oportunidade de ler essa obra, mas espero fazer em breve. Stephen tem um jeito cru de levar suas tramas e nos deixa querendo cada vez mais.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oi, Déborah! Parabéns por ler seu primeiro King! Eu ainda não fiz meu "debut" desse autor! rsrs
    Gostei da sua resenha e vou levar em consideração também o tamanho do livro no momento da minha escolha (eu pensei em ler primeiro Carry, mas ainda não sei se conseguiria ler até o final). A história parece ser ter um clima de tensão pesado, digno de King.
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  5. Oi Deby, tem horas que temos que abrir mão de uma resolução melhor, ou que faça mais sentido. Apesar que sempre é melhor quando a narrativa fluida casa com um final mais "adequado".
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.